Sibutramina: preço, comentários, descrição, efeitos colaterais, prescrição

Além de causar desconfortos estéticos potencialmente severos a algumas pessoas, a obesidade pode levar a diversos problemas orgânicos significativamente graves.

sibutramina preçoAtualmente sabemos que o excesso de peso se correlaciona intimamente com índices elevados de doenças cardiovasculares, como infarto do miocárdio, hipertensão e hipercolesterolemia (elevação do colesterol LDL).

Além disso, parece existir uma tendência aumentada de se desenvolver artrose, pelo excesso de peso nas articulações e pelo estado inflamatório que a obesidade provoca. Existe ainda uma tendência ao desenvolvimento de diversas formas de doença cancerosa, incluindo câncer de colo e reto, mama, endométrio, rim e esôfago.

Por fim, é fundamental lembrar que diversos distúrbios psicológicos acometem com certa frequência os indivíduos obesos, como estados depressivos, de baixa autoestima e distúrbios “psicoalimentares” como anorexia e bulimia.
Enfim, as questões de saúde, e mesmo certa pressão social, levam as pessoas acima do peso a quererem emagrecer.

Infelizmente, esse não é um objetivo fácil de atingir e o cumprimento de dieta e exercícios nem sempre são suficientes para chegar ao peso ideal. Frustradas com várias tentativas infrutíferas, com medo das consequências da obesidade e se sentindo pressionadas por padrões de beleza da sociedade, muitas pessoas se voltam para o tratamento medicamentoso a fim de emagrecer.

Entretanto, é comum que essa abordagem seja feita de maneira equivocada e a pessoa, por desconhecimento, ou por ter sido mal orientada por terceiros, acaba fazendo uso de terapias perigosas e reservadas a casos específicos. Um medicamento famoso, utilizado para este fim é a Sibutramina. Muito conhecido pelo mundo, é um remédio tarja preta, com frequência adquirido ilegalmente e sem orientação por quem está desesperado para emagrecer.

Ocorre, no entanto, que a droga é marcada como tarja preta (no Brasil, na Europa a venda é proibida) com razões muito plausíveis. Quem acha que está se beneficiando com esse remédio pode acabar se prejudicando pelo consumo de Sibutramina. Preço convidativo favorece a popularidade da droga, mas não deve jamais justificar seu uso.

Xenical é a opção para quem decidiu perder peso de forma saudável, sendo a melhor alternativa à compra de Sibutramina, fármaco retirado do mercado em muitos países, devido aos seus efeitos adversos. 

>>> No Brasil, compro aqui Xenical/Orlistate de forma segura e rápida <<<

>>> No Portugal, compro aqui Xenical de forma segura e rápida <<<

Estudos e resultados polêmicos sobre a Sibutramina

A Sibutramina foi descoberta em 1987, naquela época o objetivo era fazer uso das propriedades antidepressivas da droga, uma vez que ela aumenta a atividade da serotonina e norepinefrina, neurotransmissores estimulantes do cérebro. Os aumentos da serotonina determinam uma sensação de bem estar, portanto a medicação foi considerada possivelmente eficaz no tratamento dos distúrbios do humor.sibutramina preço

Na mesma época alguns estudiosos concluíram que a droga provavelmente também seria benéfica na doença de Parkinson, no tratamento da hipertensão pulmonar, doença cardiovascular, síndrome da fadiga crônica, hiperatividade, distúrbios menstruais e hipotensão ortostática.

Os estudos continuaram e após seis anos os pesquisadores estavam otimistas, pois a droga não tinha efeitos adversos comuns aos outros antidepressivos, como letargia, tontura, boca seca, visão borrada e hipotensão postural.

Entretanto, por algum motivo que nunca veio a público, nenhum estudo de qualidade foi publicado confirmando a eficácia da droga como antidepressivo. Talvez por resultados ruins, talvez por efeitos colaterais inaceitáveis; o fato é que não há estudos que provem a qualidade da Sibutramina como antidepressivo.

Nesse meio tempo, alguém notou que os usuários estavam emagrecendo e, a partir daí, em 1997, a droga foi aprovada para tratamento de indivíduos obesos, momento no qual foi lançada sob os nomes comerciais Meridia e Reductil, ambas as marcas lançadas pelo laboratório Abbott.

Infelizmente, futuramente se descobriria que, em troca dos benefícios da Sibutramina, preço barato por exemplo, os resultados seriam catastróficos por alguns pacientes.

>>> No Brasil, compro aqui Xenical/Orlistate de forma segura e rápida <<<

>>> No Portugal, compro aqui Xenical de forma segura e rápida <<<

O que a Sibutramina faz em teoria

Sibutramina pode ser encontrada sob diversos nomes comerciais (Reductil, Meridia, Slenfig, Biomag, Plenty, Síbus), vendida em cápsulas gelatinosas de 5, 10 e 15 mg, em caixas contendo 10, 20, 30, 40, 50 ou 60 comprimidos. O princípio ativo é o Cloridrato de Sibutramina monoidratado, acomodado em material gelatinoso. É importante dizer que alguns comprimidos contém lactose em sua composição, contraindicando a droga para aqueles indivíduos com intolerância ou alergia a este carboidrato.

Originalmente desenvolvida para ser usada no combate à depressão, foi notado durante os testes que os pacientes que estavam em uso de Sibutramina sentiam menos fome que os que estavam em uso de placebo e com isso acabavam emagrecendo.

Este fato acontece porque o cloridrato de Sibutramina dificulta a eliminação de certas substâncias no cérebro, chamadas de neurotransmissores, responsáveis pelo controle de várias funções cerebrais, incluindo a fome, a saciedade e a ansiedade. Os neurotransmissores afetados são: serotonina, noradrenalina e, com menor intensidade, dopamina. Ao impedir que estas substâncias sejam eliminadas, a medicação aumenta a concentração livre de tais neurotransmissores e consequentemente o seus efeitos (os benéficos e também os prejudiciais).

A consequência é que existe uma redução real do apetite e um aumento da saciedade. E mais, além da ação da Sibutramina como inibidor do apetite, aparentemente existe um efeito secundário do medicamento que também favorece o emagrecimento, a prevenção da queda da taxa metabólica. Toda vez que alguém perde peso, o corpo entende que está passando por uma situação de necessidade e, automaticamente, diminui o gasto enérgico (taxa metabólica) numa tentativa de poupar calorias.

Este é um dos mecanismos através dos quais a pessoa que perde peso torna a engordar depois de um tempo, é o famoso efeito sanfona. Pois bem, parece que a Sibutramina tem a capacidade de amenizar esse mecanismo, favorecendo a manutenção do peso perdido, ou parte dele. Enfim, tudo ia bem com os estudos e parecia que haviam descoberto uma droga eficaz e barata, no combate à obesidade e suas comorbidades.

Infelizmente, como ficou claro em estudos posteriores com a sibutramina, preço era a menor das preocupações em relação a este medicamento.

>>> No Brasil, compro aqui Xenical/Orlistate de forma segura e rápida <<<

>>> No Portugal, compro aqui Xenical de forma segura e rápida <<<

Uma eficácia boa mas fortes efeitos secundários

O próprio fabricante da Sibutramina, o laboratório Abbott, conduziu um grande estudo sobre a droga, que ficou conhecido como SCOUT. Participaram desse estudo quase 11.000 pessoas, todos acima do peso e portadores de doença cardiovascular ou diabetes tipo 2.

sibutramina preçoAo final de seis semanas ficou constatada uma perda de peso média de 2,6 quilos, nesta fase todos os indivíduos estudados receberam a medicação. Depois desse período, as pessoas que quiseram continuar no estudo foram divididas em dois grupos de cerca de 5.000 indivíduos.

Um deles continuou a receber Sibutramina, enquanto o outro grupo passou a receber um placebo, sem importância farmacológica. Ao fim desta etapa, que durou mais de 3 anos, aqueles que receberam Sibutramina perderam mais 1,7 kg, em média, enquanto o grupo que suspendeu a droga ganhou em média 0,7 kg.

Vários outros estudos demonstraram perda de peso superior ao placebo com uso da Sibutramina, sendo a perda máxima atingida com 6 meses de uso, com boa parte dos resultados mantidos ao fim de um ano. Por exemplo, de acordo com o FDA, uma renomada instituição americana, que seria equivalente à nossa Anvisa, informa que a droga se mostrou eficaz em obter reduções de 3-5% do peso corporal em adultos.

Além disso, segundo alguns estudos, a perda de peso foi acompanhada de alterações benéficas do colesterol, semelhantes às que acontecem com indivíduos que perdem peso sem o auxílio de remédios. Também se identificou redução do ácido úrico nos pacientes que perderam peso com Sibutramina, uma série impressionante de bons resultados.

Entretanto, resultados muito negativos também foram sendo observados, especificamente com relação à ocorrência de infarto do miocárdio, aumento da pressão arterial e outras doenças cardiovasculares. O que leva a reiterar: durante o uso de Sibutramina, preço de emagrecer pode sair muito caro ao se considerar os riscos.

Sibutramina, preço não é tudo

É muito importante entender que a Sibutramina pode aumentar significativamente a frequência cardíaca e a pressão arterial, representando um risco potencial para os pacientes cardiopatas e aqueles com hipertensão, por conta disso é preciso que esses valores sejam sempre acompanhados cuidadosamente.

  • A recomendação de um dos fabricantes é que a pressão e a frequência cardíaca sejam reavaliados a cada duas semanas durante os primeiros três meses e a partir daí, verificações mensais até completar seis meses de uso da droga. Depois disso, análises trimestrais estarão indicadas enquanto se fizer uso da medicação.
  • O mesmo é válido para aumentos da frequência cardíaca maiores que 9 batimentos por minuto.
  • O aumento da atividade de serotonina, provocado pela Sibutramina, favorece a ocorrência de sangramentos.
  • Durante o uso da medicação foram identificados casos de psicose, mania e pensamentos suicidas.
  • Por fim, como a medicação age no cérebro, o fabricante recomenda que durante o tratamento o paciente não dirija nem se envolva em atividades perigosas, pois pode haver comprometimento mental temporário com o uso da Sibutramina.
  • Assim, pessoas com tendência a ter hemorragias, como aquelas em uso de anticoagulantes, com doenças que dificultam a coagulação do sangue, estão sob risco aumentado durante o uso do remédio.

Na presença de qualquer desses fatores, a Sibutramina deve ser descontinuada imediatamente.

Além desse cuidado, é importante entender que a Sibutramina não deve ser usada como terapia única e suficiente para o indivíduo acima do peso que quer emagrecer. Sua indicação justifica-se apenas na condição de terapia auxiliar, pois se não houver dieta e exercícios, os resultados em longo prazo serão insatisfatórios.

Para quem quer ficar mais saudável e está disposto a usar esse medicamento (nem tão recomendável), entenda que, além da Sibutramina, preço realmente necessário e mais importante para o sucesso terá que ser pago com a determinação pessoal e a dedicação completa ao processo de emagrecimento.

>>> No Brasil, compro aqui Xenical/Orlistate de forma segura e rápida <<<

>>> No Portugal, compro aqui Xenical de forma segura e rápida <<<

Pacientes idosos

Este grupo de pacientes deve ser excepcionalmente cauteloso ao considerar o uso da Sibutramina. O risco de complicações nestes indivíduos é maior, de um modo geral, porque frequentemente existe diminuição da capacidade dos rins, fígado e coração. Diante disso, é seguro afirmar que Sibutramina não deve ser recomendada levianamente para indivíduos idosos.

Inclusive, alguns fabricantes, como o laboratório Torrent, acrescentam em suas bulas que a Sibutramina está contraindicada em pacientes com mais de 65 anos de idade. Relatos de falência cardíaca, morte súbita, infarto do miocárdio e falência renal tem sido registrados com o uso de Sibutramina há mais de 10 anos.

Ao longo desse tempo diversas entidades de saúde perderam a fé nessa medicação e evitam seu consumo e comercialização. Em 2002 o ministério de saúde italiano proibiu a venda do produto devido às mortes de dois jovens em uso da Sibutramina.

Alguns anos mais tarde foi publicado o estudo SCOUT, financiado pelo fabricante original do produto, onde o risco de infarto do miocárdio foi cerca de 28% maior com uso da Sibutramina, em comparação com indivíduos em uso de placebo. No caso de acidente vascular cerebral (derrame), o risco foi 36% maior no grupo da Sibutramina.

De posse dos dados deste estudo, em Janeiro de 2010 a droga foi banida pela União Europeia e posteriormente, em outubro, o próprio fabricante tirou a droga de circulação nos EUA. No Brasil, a droga ainda pode ser encontrada à venda, no entanto é um medicamento tarja preta, com indicação restrita e que poucos médicos tem coragem de prescrever.

Interações com outras substâncias

Deve-se evitar o consumo do cloridrato de Sibutramina juntamente com bebidas álcoolicas, inibidores da monoaminoxidase (uma classe de antidepressivos), inibidores da receptação de serotonina (outra classe de antidepressivos), cetoconazol, eritromicina, cimetidina e outros inibidores do apetite.sibutramina preço

Outras drogas que devem ser evitadas incluem: antialérgicos, descongestionantes, remédios para tosse e medicações que contenham efedrina ou pseudoefedrina (geralmente são remédios para resfriado ou alergias).

Sibutramina também não pode ser tomada em concomitância com remédios para enxaqueca (ex: sumatriptano, naratriptano) ou opioides (como a morfina e a codeína, princípio ativo do Tylex).

Reações adversas

Uma grande lista de efeitos colaterais está associada à Sibutramina.

  • Preço alto pago pelo uso da droga, os efeitos adversos previstos incluem elevação da pressão arterial, aumento da frequência cardíaca, fibrilação ventricular (uma arritmia cardíaca), parada cardíaca, infarto do miocárdio, acidente vascular encefálico, constipação (muito comum), ressecamento da boca e insônia.
  • Outros efeitos adversos são dor de cabeça, insônia, delírio, parestesia (alterações de sensibilidade, como quando sentimos a pele dormente), enjoo, palpitações, vermelhidão, ondas de calor, inchaço generalizado.
  • Efeitos graves, menos comuns, incluem trombocitopenia (redução significativa das plaquetas do sangue), reação alérgica grave, transtornos psiquiátricos (já discutidos acima), convulsões e alteração temporária da memória.
  • Outros efeitos foram catalogados, incluindo disfunção sexual e menstrual, no entanto não é objetivo deste artigo destacar todos ele.

Basta que se entenda que é uma medicação perigosa, recheada de possíveis complicações e que não pode ser usada por qualquer um.

Contraindicações

  • Insuficiência renal e hepática: Sibutramina está contraindicada nos pacientes com insuficiência grave. Nos casos leves e moderados pode ser considerado o consumo, segundo o fabricante, apenas sob acompanhamento rigoroso e doses controladas.
  • Crianças: contraindicado em qualquer circunstância.
  • Idosos: contraindicado para maiores de 65 anos.
  • Diabéticos com qualquer fator de risco cardiovascular Pressão alta, colesterol descontrolado, fumantes, etc.
  • Pacientes que têm ou já tiveram as seguintes doenças do coração e sistema circulatório: Infarto, insuficiência cardíaca, trombose, arritmia ou AVC.
  • Pressão alta sem controle.
  • Distúrbios alimentares de cunho psicológico (anorexia, bulimia), Indivíduos não obesos (alguns fabricantes aceitam sobrepeso como indicação).

>>> No Brasil, compro aqui Xenical/Orlistate de forma segura e rápida <<<

>>> No Portugal, compro aqui Xenical de forma segura e rápida <<<

A melhor alternativa para perder peso, Xenical

sibutramina preçoComo espero que tenha ficado claro no texto, estamos diante de uma droga perigosa, com grandes implicações de segurança e que aumenta significativamente o risco de acometimentos graves, como infarto e derrame.

Além disso, a Sibutramina tem várias contraindicações e interações medicamentosas documentadas, o que limita muito o grupo de pacientes que podem fazer uso da medicação sem preocupações.

Diante de todos estes fatores, a maioria dos especialistas deixou de indicar essa substância como primeira escolha no tratamento da obesidade. Boa parte deles, na verdade, se recusa a indicá-la em qualquer circunstância.

Devo afirmar que a maioria das drogas antiobesidade terá um perfil de segurança mais ou menos parecido com o da Sibutramina, não devendo ser indicadas, como é o caso do Mazindol e do Femproporex. Mas felizmente, surgiu no mercado uma droga diferenciada, o Xenical, medicamento com pouquíssimas contraindicações e elevado perfil de segurança.

Isso é possível porque o Xenical, ao contrário da Sibutramina, não é um inibidor de apetite nem tem qualquer ação cerebral ou cardiovascular direta. Seu mecanismo de ação consistente em bloquear a absorção de um terço da gordura da dieta e assim favorece a eliminação intacta dessa gordura nas fezes.

Assim, Xenical consegue um emagrecimento real, mantido ao longo do tempo, acompanhado de melhora nos níveis de colesterol e, como o medicamento praticamente não é absorvido, não apresenta os efeitos adversos sistêmicos que tanto preocupam com o uso da Sibutramina.

>>> No Brasil, compro aqui Xenical/Orlistate de forma segura e rápida <<<

>>> No Portugal, compro aqui Xenical de forma segura e rápida <<<

Sibutramina
Notez cette page :