Frigidez : causas, sintomas & tratamento deste distúrbio sexual

Frigidez é um termo frequentemente usado de forma errada e  um distúrbio sexual que é muitas vezes confundido com anorgasmia (ausência de orgasmo). Pensamos muitas vezes que a frigidez é uma atitude, mas na verdade é um verdadeiro bloqueio do prazer.

Ela pode causar um grande sofrimento para as mulheres que sofrem com isso e pode afetar a sua vida de casal. Frigidez é uma palavra que é frequentemente usada, mas em última análise, poucas pessoas realmente sabem o que é este distúrbio sexual, quais são as causas e como tratá-las.

Dados os muitos equívocos que circulam sobre a frigidez, muitas perguntas permanecem sem resposta para aquelas que sofrem, aqui vai encontrar o nosso guia completo sobre esse distúrbio sexual que afeta 10% das mulheres.

A frigidez em detalhes

Também conhecida como desordem do desejo sexual hipoativo, a frigidez resulta em não sentir nenhum prazer durante uma relação sexual. Por exemplo, durante a penetração, a mulher que sofre de frigidez não irá sentir nenhuma sensação. Pode até acontecer em alguns casos que uma mulher não consiga sentir prazer durante a masturbação.

Falamos em frigidez primária quando a mulher sempre teve esse distúrbio sexual e em frigidez secundária se antes já teve uma vida sexual satisfatória.

Os sintomas da frigidez são divididos em duas categorias. A frigidez total, quando a mulher não sente nenhum desejo sexual, com uma ausência de excitação, falta de resposta a estímulos, falta de lubrificação vaginal ou ausência de prazer e orgasmos.

A segunda categoria é a frigidez parcial. Neste caso, a mulher vai apesar da dificuldade, conseguir excitação, mas uma vez terminada a estimulação, ela irá ter dificuldade em atingir um orgasmo.

As causas da frigidez

Deve saber que a frigidez não é uma doença em si, mas sim um distúrbio sexual. As suas causas são várias e podem ser psicológicas ou fisiológicas.

As causas de ordem psicológica

  • Um evento traumático durante a infância
  • Uma educação rigorosa que desvalorizou a sexualidade
  • Uma falta de autoestima
  • Uma dificuldade para aceitar o seu corpo
  • Uma falta de jeito do parceiro ou um mau relacionamento no casal
  • Uma ausência de sentimentos pelo parceiro
  • Uma ausência de preliminares
  • Uma má experiência
  • Uma falta de interesse no sexo

Como tratar a frigidez ?

É importante saber que, se a frigidez não é um sofrimento para a mulher, ela não deve sentir-se obrigada a tentar remediá-la. Se ela for muito mal vivida pela mulher, se o sofrimento for importante, se o casal estiver em perigo, então é importante tentar encontrar uma solução.

Deve-se também saber que não há tratamento especialmente adaptado à frigidez, mas sim soluções e ajudas. Deve primeiro consultar o seu médico ou ginecologista para descartar um problema de saúde. Se a frigidez for, por exemplo, devido a um tratamento, isso pode mudar. Se é devido a uma queda na libido ou secura vaginal, pode ser lhe proposto um tratamento hormonal.

Se a sua frigidez tiver uma causa psicológica ou comportamental, será aconselhada a consultar um sexólogo ou um psicoterapeuta. O seu papel será guiá-la e, claro, descobrir as verdadeiras razões para a sua falta de desejo sexual.

Comunicar com o seu parceiro

Como é o caso com todos os distúrbios sexuais, é importante falar sobre a sua frigidez com o seu parceiro. Se a causa for psicológica, ele terá um papel importante e irá ter que ser compreensivo, estar ao seu lado e apoiá-la. A comunicação é a base da cura da sua frigidez.

Sua esposa ou parceira sofre de frigidez ? Encontre aqui as nossas dicas :

  • Tranquilize-a e acompanhe-a
  • A comunicação será o seu melhor aliado. Diga-lhe que gosta dela, e que a ama
  • Fale-lhe pouco a pouco sobre o seu próprio desejo
  • Deve acariciá-la (exceto sexo). Carícias sensuais são importantes
  • Tome o seu tempo e seja paciente
  • Se ela fizer uma terapia sexual, ofereça-se para acompanhá-la

Se sofre de frigidez ou é parceiro de uma mulher que sofre com isso, o diálogo às vezes pode ser suficiente para fazer tudo voltar ao normal.

Frigidez masculina : sim isso existe !

Eles são poucos e muito menos do que as mulheres, mas os homens também podem sofrer de frigidez. Se o seu homem considera a sua cama como o lugar onde dorme e isso é tudo, se ele encontra sempre uma desculpa para não ter relações sexuais consigo, se ele é insensível às suas carícias, é provável que ele sofra de frigidez.

Existem várias causas para a frigidez masculina. Uma doença, uma cirurgia, stress ou ansiedade, um trauma vivido na infância, são todas possíveis causas de frigidez masculina. Para superar isso, deverá consultar o seu médico, um sexólogo ou um psicólogo, dependendo qual for a causa. É claro que deve também falar com o seu parceiro para não deixar a distância se estabelecer e não mentir sobre a sua falta de desejo sexual.

Conclusão

A frigidez faz com que as pessoas falem, mas muitas vezes de forma errada e sem saber o que realmente é esse distúrbio sexual. É mais frequente do que pensamos e as suas causas são muito numerosas. Falar disso já é um primeiro passo à frente e é até um passo muito grande.

Não deixe que a frigidez estrague a sua vida, se ela for causa de sofrimento e não deixe que ela se estabeleça na sua relação. Não espere para consultar !

Frigidez
5 (100%) 1 vote