A disfunção eréctil, um problema que atinge todos os homens

Disfunção eréctil é um termo médico que descreve a incapacidade de atingir ou manter o pênis ereto, ou por outras palavras, uma ereção adequada para a atividade sexual. Este é um dos problemas sexuais mais comuns entre os homens e aumenta com a idade, mas não é um processo natural do envelhecimento. Estima-se que 15 a 30 milhões de homens nos Estados Unidos sofrem de disfunção eréctil, mas nem todos os homens se sentem incomodados com este problema.

preço viagraÉ possível que a maioria dos homens experiencie algum tipo de dificuldade na ereção de vez em quando, contudo em alguns homens este é um problema que ocorre frequentemente ou constantemente, sendo por isso um problema de maior gravidade.

Nestas situações é aconselhável que os homens falem com um médico, uma vez que a disfunção eréctil pode ser um sinal de um problema mais grave como vasos sanguíneos entupidos ou dano nervoso devido a diabetes.

Apesar de hoje em dia a maioria das pessoas terem acesso a mais informação, ainda existem bastantes tabus relativamente à disfunção eréctil e alguns homens têm dificuldade em falar com os seus médicos sobre sexo.

Muitos homens continuam ainda a sofrer de disfunção eréctil sem procurar ajuda, pelo que a sua autoestima diminui e aumenta a ansiedade sobre o seu desempenho no ato sexual, podendo levar a situações de depressão e/ou stress.

As situações de disfunção eréctil podem ser evitadas quando comunicadas ao médico. O médico irá aconselhar uma mudança de estilo de vida, como por exemplo aumentar o exercício físico, perder peso ou parar de fumar. O médico pode ainda prescrever alguns dos muitos tratamentos seguros e eficazes para a disfunção existentes no mercado, como por exemplo o Viagra.

Um remédio aprovado pela Anvisa no Brasil e na Europa.

>>> No Brasil, compro aqui Viagra de forma segura e rápida <<<

>>> No Portugal, compro aqui Viagra de forma segura e rápida <<<

Como nasceu o sucesso do Viagra

O Viagra é provavelmente um dos medicamentos mais conhecidos em todo o mundo. Quase todos os adultos no Brasil já ouviram falar deste comprimido e consegue dizer o que ele faz.

A molécula sildenafila, a substância ativa do Viagra, foi sintetizada nos Estados Unidos, por farmacêuticos que realizavam pesquisas no Laboratório Pfizer. Foi estudada inicialmente como tratamento para a hipertensão e angina de peito. Mas durante os ensaios clínicos surgiram relatos de que esta substancia provocava fortes ereções penianas.

Como seria uma boa aposta económica, a Pfizer realizou ensaios clínicos de forma a comercializar a sildenafila como tratamento para a disfunção eréctil. Em 1996 o medicamento foi patenteado e em 1998 foi aprovado pela Drugs and Food Administration, tendo-se tornado o primeiro comprimido para o tratamento da disfunção eréctil aprovado nos Estados Unidos.

Em Junho de 1998 foi aprovada a sua comercialização no Brasil. Viagra, também apelidado de “comprimido azul”, continua a ser fabricado pelo Laboratório Pfizer.

>>> No Brasil, compro aqui Viagra de forma segura e rápida <<<

>>> No Portugal, compro aqui Viagra de forma segura e rápida <<<

Como este remédio funciona para tratar a impotência

O Viagra permite obter e manter uma ereção porque aumenta o fluxo sanguíneo no pênis.

Para compreender como o Viagra consegue este efeito, é necessário perceber primeiro como ocorre um ereção do pênis.

  • preço viagraDurante o processo fisiológico de ereção existe liberação de óxido nítrico no pênis. Esta molécula difunde-se rapidamente pelo pênis e liga-se aos recetores da enzima guanilato ciclase, permitindo aumentar os níveis de guanosina monofosfato cíclica (GMPc).
  • A GMPc atua na musculatura lisa do corpo carvenoso do pênis induzindo o relaxamento e consequente dilatação dos vasos sanguíneos, provocando um maior fluxo de sangue no pênis, resultando em uma ereção.
  • A fosfodiesterase tipo 5 específica da GMPc (PDE5) é uma enzima que existe fisiologicamente e degrada a GMPc no pênis de modo a interromper ou impedir a ereção.

A substância ativa do Viagra, a sildenafila, é um potente inibidor seletivo da PDE5. A sildenafila ao ligar-se à PDE5 permite inibir a degradação de GMPs, resultando em níveis mais altos de GMPs durante mais tempo.

O GMPs ao não ser degradado vai originar vasodilatação com consequente aumento do fluxo sanguíneo, permitindo obter e manter a ereção. É importante compreender que o Viagra não consegue por si só provocar uma ereção, é necessário ocorrer um estímulo sexual e consequente ativação do sistema NO/GMPc.

Uma dosagem de Viagra para cada perfil de usuário

O Viagra está disponível apenas na forma de comprimidos revestidos. Os comprimidos são de cor azul e em forma de diamante arredondado. Os comprimidos têm gravado num dos lados “Pfizer” e no outro a dosagem de sildenafila presente no comprimido, que pode ser “VGR 25”, “VGR 50” ou “VGR 100”. Os comprimidos vêm em blister de 2, 4, 8, 12 ou 24 comprimidos.

O preço Viagra vai variar consoante a dosagem e número de comprimidos mas é importante perceber qual é a dose de Viagra mais indicada antes de partir para a aquisição deste medicamento. Para isso é necessário compreender melhor cada uma das dosagens disponíveis no mercado.

Dosagem de 25 mg

Esta é a apresentação com a dosagem mais baixa de sildenafila e deve ser prescrita a homens que sintam os primeiros sinais de dificuldade na manutenção da ereção do pênis. É recomendado normalmente a homens que sofram alguns efeitos secundários deste medicamento, de modo a diminuir a probabilidade destes ocorrerem.

Também tem a vantagem de poder ser utilizado por homens que tomem bloqueadores alfa. Apesar de a dose ser baixa, esta é eficaz em 63% dos homens com disfunção eréctil. Além disso é possível aumentar para a dosagem de 50 ou 100 mg se for necessário para obter melhores resultados.

Dosagem de 50 mg

Esta é a dosagem mais prescrita, sendo indicada para homens entre os 40 e 60 anos que sofram de disfunção eréctil. Esta dose pode ser usada quando se inicia o tratamento para a disfunção eréctil pela primeira vez. Também é indicada se o homem não possuir outras condições médicas pré-existente ou se não estiver a tomar outros medicamentos.

Ao iniciar o tratamento com a dosagem de 50 mg é possível aumentar ou reduzir a dosagem para 100 mg ou 25 mg respetivamente, conforme o efeito que a dosagem de 25 mg provocar. Esta dosagem é eficaz em 74% dos homens com impotência.

Dosagem de 100 mg

Esta é a dosagem mais alta existente no mercado e é indicada em casos mais severos de disfunção eréctil em que o homem não consegue obter ou manter um ereção necessária para a penetração sempre que pratica relações sexuais. Só deve ser receitada se o homem não sofrer os efeitos secundários mais comuns. É eficaz em 82% dos homens que tomam esta dosagem.

Modo de tomar

  • Os comprimidos de Viagra são tomados oralmente, com ou sem comida. Mas é importante ter em atenção que uma refeição rica em gordura pode retardar o começo da ação do medicamento.
  • A toma de Viagra deve ser realizada conforme necessário, antes da atividade sexual. O comprimido deve ser tomado cerca de uma hora antes da atividade sexual de modo a obter o melhor resultado possível.
  • O Viagra tem um período se ação de 4-5 horas mas não quer dizer que a ereção irá durar 4 a 5 horas. Este período de ação indica sim que é possível a qualquer altura durante as 4-5 horas obter uma ereção necessária para a relação sexual se houver um estímulo sexual. Sendo assim é possível tomar o medicamento desde 4 horas até 30 minutos antes da atividade sexual, contudo a ereção pode ser mais reduzida.
  • O Viagra não deve ser tomado mais do que uma vez a cada 24 horas. Caso existam outras condições de saúde ou toma de alguns medicamentos em simultâneo com o tratamento para a disfunção eréctil, o médico pode indicar a toma de Viagra com menor frequência.

Quem pode tomar

O Viagra pode ser tomado pela maior parte dos homens com mais de 18 anos com problemas de disfunção eréctil. Mas é preciso ter em atenção que existem alguns medicamentos e condições médicas com os quais não é aconselhável usar o Viagra em simultâneo.

É por isso importante que o homem descreva toda a sua informação de saúde durante a consulta médica.

  • O uso de Viagra está desaconselhado em homens com disfunção eréctil que sofram de doenças cardíacas graves, que tenham sofrido recentemente ataque cardíaco ou AVC ou que tenham histórico de tensão arterial baixa.
  • Também é desaconselhado o uso de Viagra por homens com problemas no fígado.

Como para qualquer medicamento, alguns cuidados

Antes da aquisição e toma do Viagra é necessário tomar algumas precauções, como acontece com quase todos os medicamentos. A consulta médica é por isso muito importante, pois permite avaliar a condição médica e algum medicamento que o doente esteja a tomar de forma a avaliar se o Viagra é adequado.

Comida e bebida

preço viagraÉ possível ingerir álcool e tomar Viagra, contudo o efeito do medicamento pode ser menor. Também é possível tomar este medicamento com comida, mas, refeições pesadas e gordurosas podem retardar o efeito do Viagra. Também é desaconselhado beber sumo de toranja ou comer toranja porque pode provocar um aumento dos níveis de sildenafila no sangue.

É também importante ter em atenção que a toma de Viagra pode não estar aconselhada com outros medicamentos, quer sejam medicamentos naturais ou medicamentos sujeitos a receita médica. O uso de Viagra em homens que tomem Nitratos é desaconselhado. O Viagra em conjunto com os Nitratos pode originar uma quebra brusca na tensão arterial, provocando desmaios ou tonturas.

Em casos extremos pode resultar em ataque cardíaco. O uso de Viagra com outros medicamentos para o tratamento da disfunção eréctil, como o Cialis ou a injeção peniana é desaconselhado. Esta combinação é perigosa porque pode provocar uma quantidade elevada de sildenafila no sangue potenciado os efeitos adversos do Viagra.

Efeitos adversos

Os efeitos adversos mais comuns do Viagra são: dor de cabeça, rubor, náuseas, mal-estar e congestão nasal. Alguns homens descreveram ter sofrido de visão turva ou um aumento de sensibilidade à luz, contudo este não é um efeito adverso comum.

É importante referir que estes efeitos adversos são comuns a todos os inibidores de PDE5 pelo que as alternativas ao Viagra apresentam o mesmo perfil de efeitos adversos.

Os efeitos adversos normalmente são temporários e moderados, tendo tendência a desaparecer assim que o organismo se habitua ao medicamento. Contudo se ocorrerem efeitos mais graves deve-se consultar um médico imediatamente.

Uma eficácia amplamente comprovada

Em 30 minutos é possível sentir o efeito do Viagra, havendo situações em que só se sente o efeito ao fim de uma hora. É um medicamento de ação relativamente rápida pelo que continua a ser usado por muitos homens que sofrem de disfunção eréctil.

Mas, mais importante que a rapidez é a eficácia e segurança do medicamento.

Este medicamento demonstrou ser eficaz e seguro em todas as dosagens existentes no mercado. Quatro ensaios clínicos foram realizados, com um total de 1690 homens com idades entre os 19 e os 87 anos. Estes ensaios demonstraram a eficácia das várias dosagens do Viagra, sendo que 62% dos homens que tomaram a dosagem de 25 mg reportaram melhores ereções. No caso da dosagem de 50 mg foram relatadas melhores ereções por 74% dos homens. Por último, a dosagem de 100 mg foi a que obteve melhores resultados, com 82% dos homens a obterem melhores ereções.

Alguns depoimentos de homens que tomaram Viagra demostram a sua eficácia:

“Já fiz uso do Viagra por diversas vezes, 50 mg (já dividi em dois, os efeitos parecem ser semelhantes). Achei muito bom. Estou a pensar usar o de 25mg porque preço Viagra é mais baixo e parece ter o mesmo efeito.”

“A experiência com Viagra foi boa. Usei e fiquei de ‘prontidão’ por duas horas.”

“Fui aconselhado a tomar os comprimidos da marca Viagra. Senti logo que a minha vida me foi devolvida. Deixei de me sentir depressivo e aumentei consideravelmente a minha autoestima e autoconfiança. Com a recuperação da minha vida sexual tornei-me uma pessoa mais paciente e com vontade de trabalhar.”

Vantagens e alternativas

Existem outros medicamentos no mercado análogos ao Viagra como é o caso do Cialis e do Levitra.preço viagra

Como é natural existe alguma competição entre eles pelo que os doentes e os médicos necessitam de informações comparativas para conseguirem optar pelo medicamento mais eficaz e adequado para cada situação. Critérios como eficiência, tempo do efeito, segurança e preço são fundamentais no processo de decisão.

Os 3 medicamentos são inibidores da PDE5, pelo que todos atuam da mesma forma e todos provocam os mesmos efeitos secundários.

Um dos fatores da escolha do Cialis é ser mais rápido a provocar efeito e ter uma duração de cerca de 36 horas, uma vez que possui um tempo de meia-vida mais longo. Contudo a meia-vida mais longa aumenta a probabilidade de interações medicamentosas e o risco de efeitos adversos.

Quanto à eficácia os laboratórios descrevem, na informação disponibilizada sobre os medicamentos, percentagens de eficácia de 84% para o Viagra, 80% para o Cialis e 81% para o Levitra, pelo que o Viagra parece ser mais eficaz que os concorrentes.

Por outro lado o Viagra foi o primeiro tratamento oral a ser aprovado para a disfunção eréctil, sendo portanto o medicamento testado num maior número de homens devido ao facto de ter estado sozinho no mercado durante 2 anos e devido ao grande poder de marketing da marca. O Viagra é o percursor de medicamentos como Cialis ou Levitra.

Por fim, o preço do Viagra é semelhante ao preço dos medicamentos alternativos.

>>> No Brasil, compro aqui Viagra de forma segura e rápida <<<

>>> No Portugal, compro aqui Viagra de forma segura e rápida <<<

A preocupação pelo preço do Viagra: compensa!

preço viagraO preço Viagra vai variar com o número de comprimidos por embalagem e com a dosagem. Como existem embalagens de 25, 50 e 100 mg é normal que existam diferenças no preço Viagra.

  • Na dosagem de 25 mg é mais comum a venda de embalagens com 4 comprimidos.
  • Por outro lado a dosagem de 50 mg é a mais procurada e vendida. A dosagem de 50 mg permite obter bons resultados sem grande risco de ocorrerem efeitos adversos. É comum encontrar no mercado embalagens de 2, 4 e 8 comprimidos.
  • Por último, a dosagem de 100 mg é em média mais cara, como é compreensível por possuir maior quantidade de substância ativa. A embalagem de 100 mg mais vendida é a de 4 comprimidos devido ao preço Viagra nesta dosagem ser um pouco mais elevado. 

>>> No Brasil, compro aqui Viagra de forma segura e rápida <<<

>>> No Portugal, compro aqui Viagra de forma segura e rápida <<<

✚ Viagra
3.1 (61.84%) 283 votes